Na Educação, continuidade e sustentabilidade são palavras-chave. Projetos, políticas públicas e iniciativas de colaboração precisam de aprimoramentos constantes e planejamentos de longo prazo para impactar de forma consistente a aprendizagem e o futuro dos estudantes.

Porém, manter o funcionamento, as ações e os impactos é um enorme desafio. São inúmeros os fatores que podem culminar na descontinuidade de iniciativas como os Arranjos de Desenvolvimento da Educação. Se a iniciativa consegue enfrentar esses fatores internos e externos, certamente o trabalho colaborativo obteve sucesso por meio da confiança entre os integrantes, dos objetivos e propósitos comuns bem definidos e do sentimento de corresponsabilidade pela causa. 

Mas o que eu posso fazer para garantir a sustentabilidade da iniciativa de colaboração do meu território?

São inúmeras as condições que podem contribuir para projetos mais consistentes e duradouros. Mas atenção: é importante lembrar de considerar as particularidades de cada iniciativa e do grupo que a integra. 

Seja para desenvolver ações ou construir um plano estratégico de fortalecimento da sustentabilidade, existem algumas dicas de ouro que podem ser incorporadas:

  1. Lembre-se sempre das pessoas! Estabelecer um relacionamento de confiança é absolutamente fundamental para enfrentar qualquer desafio que possa surgir no percurso. E para alcançar essa confiança, invista nas relações interpessoais, no pertencimento e na valorização dos talentos do grupo. Com o tempo, os laços vão ganhando força. 
  2. Conquiste quem está ao redor! Quando o trabalho consegue conquistar legitimidade no território e junto às demais instâncias governamentais, o grupo se fortalece e ganha mais atores para abraçar a causa.
  3. Dê atenção aos momentos de transição e integração de novos membros. Para a longevidade da iniciativa, é imprescindível desenhar estratégias de envolvimento com quem está chegando, garantindo que as mudanças não culminem no fim do comprometimento. 

sustentabilidade

 

Quer conferir mais dicas como essas? Baixe o e-book “O que contribui para a sustentabilidade de um ADE?” e invista em estratégias para ajudar na longevidade da sua iniciativa.