Você percebe oportunidades de atuação conjunta com empresas, instituições, organizações e entidades do seu território pela Educação pública? Já pensou em buscar que essas organizações abracem a causa com o seu grupo, com parcerias que podem aumentar o impacto do trabalho desenvolvido? 

Quando um território se organiza de forma colaborativa, utilizando o mecanismo dos Arranjos de Desenvolvimento da Educação, existe a possibilidade de prever parcerias no regimento e, assim, viabilizar o desenvolvimento das ações e o alcance das metas/acordos estabelecidos em conjunto com outras instituições. Os apoios podem ser pontuais, estabelecidos de acordo com necessidades específicas, como uma formação para professores ou gestores, por exemplo. Seu grupo também pode estabelecer parcerias abrangentes, englobando todos ou a maioria dos projetos.

Podem ser parceiros de um Arranjo entidades como instituições públicas, privadas e não governamentais, dentre elas as instituições de ensino superior, associações municipalistas, organizações sociais, empresas, entidades de classe etc. 

Mas não esqueça: tudo precisa ser acordado com o grupo, respeitando o coletivo. Além disso, é imprescindível vincular a parceria aos objetivos da iniciativa de colaboração, respeitando as metas e o planejamento estabelecido para o trabalho.

Depois de firmada, o engajamento do parceiro é fundamental. Por isso, mantenha uma comunicação transparente, frequente e que tenha a identidade do grupo. Quanto mais o parceiro se sentir parte responsável do processo, maior será a vontade de manter a união por mais tempo.

e-book Juntos se chega mais longe

Quer saber mais? No e-book “Juntos se chega mais longe: a importância das parcerias para o ADE” trazemos várias informações importantes para estabelecer parcerias em iniciativas de colaboração. E no final, você ainda vai encontrar um modelo de acordo de cooperação. Clique aqui e garanta o seu!