Movimentos colaborativos são, antes de mais nada, uma reunião de pessoas. Quando um grupo escolhe trabalhar em cooperação para alcançar objetivos comuns, é primordial valorizar as relações interpessoais e compreender que, ao lado da confiança mútua, esse é um alicerce para o sucesso do trabalho. 

Nos Arranjos de Desenvolvimento da Educação, Consórcios com câmaras técnicas de Educação e outros modelos de colaboração intermunicipal, o princípio norteador não é diferente.

Fortalecer os laços entre as pessoas, cuidar do engajamento e valorizar o envolvimento de cada integrante são iniciativas que podem parecer bastante simples, mas é preciso ficar atento! Apesar do ser humano ser naturalmente  sociável, as relações interpessoais são complexas, já que cada pessoa é singular, age e pensa de forma única. Portanto, os relacionamentos entre as pessoas podem ser determinantes para superar obstáculos, aumentar o foco e a produtividade, mas se não forem cultivados, podem trazer danos para o clima, causando perdas para todo o coletivo.

 

Como cuidar das relações interpessoais? 

Quando compreendemos que melhorar relações interpessoais representa conquistas mais significativas, passamos a olhar para esse assunto com mais dedicação. Individualmente, busque o exercício constante da empatia, colocando-se no lugar do outro e eliminando possíveis os julgamentos. Além disso, guarde como lema que o respeito é a chave para a construção de relações positivas e duradouras. 

Uma vez que estes dois pilares forem colocados em prática, -se para a sua forma de comunicar. Uma comunicação clara, efetiva e respeitosa faz toda a diferença para as relações interpessoais, além de contribuir para reduzir possíveis retrabalhos.

No coletivo, o primeiro passo é saber compartilhar com transparência. Sejam relatos positivos ou diálogos sobre os obstáculos e as dificuldades de cada um, a troca entre as pessoas contribui muito para o crescimento do grupo.

Promover momentos de celebração e reconhecimento também é uma ótima forma de investir nos relacionamentos interpessoais. Quando as vitórias do grupo são celebradas, a motivação é reabastecida e as pessoas se sentem mais instigadas a alcançar novas conquistas.   

Por fim, o grupo precisa estar preparado para momentos de conflitos, que certamente vão acontecer. Discordâncias são comuns e até saudáveis para a evolução do grupo, mas é preciso que todos estejam prontos para lidar com essas situações e conheçam as melhores formas de trabalhar a resolução de conflitos. 

e-book relações interpessoais

Se interessou pelo assunto? Tem muito mais no e-book “Como fortalecer as relações interpessoais e a confiança mútua”. Clique aqui e baixe o conteúdo gratuitamente!